menu

DOWNTOWN VANCOUVER

Nosso oitavo dia em Vancouver foi reservado para explorar a região central: Downtown, Yaletown, Gastown e, do outro lado de Vancouver Harbour, Lansdale Quay (North Vancouver). 

Já não estávamos mais de carro e voltamos a utilizar o transporte público - para este passeio foi até melhor. Pegamos o skytrain na Estação Lougheed em Burnaby e descemos na Estação Stadium. Confira no mapa o nosso deslocamento a pé a partir da Estação Stadium.

Na volta para casa, pegamos o skytrain na Estação Waterfront e descemos na Estação Metrotown, já em Burnaby, para conhecer o gigantesco shopping, e em seguida voltamos para casa - Estação Lougheed.


  • É o maior espaço multiuso de seu tipo na Província de British Columbia, com capacidade para quase 60.000 pessoas.
  • Está localizado em Yaletown (bairro central de Vancouver).
  • Foi inaugurado em 1983.
  • É a casa do BC Lions Football Club, Vancouver Whitecaps FC e da Câmara BC Sports of Fame. 
  • A cada ano, o estádio recebe mais de um milhão de pessoas para eventos que vão desde futebol, feiras e exposições até concertos de música.
  • Minha filha assistiu neste estádio o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo (Canadá x México) e meu filho assistiu a final do Campeonato Canadense (Whitecaps x Toronto) e gostaram muito.
  • Neste dia fomos conhecer o BC Place por fora.





Yaletown

  • É um bairro do centro de Vancouver delimitado por False Creek, Robson e Homer Streets - Mapa
  • Antigamente era uma área industrial dominada por armazéns e pátios ferroviários e por causa da Expo 86 foi transformado em um bairro residencial.
  • Possui marinas, parques, bares e os edifícios residenciais mais altos de Vancouver. 
  • Andamos a pé pelo bairro logo que saímos do BC Place (está localizado no início do bairro). 











  • Nosso próximo destino foi conhecer o bonito prédio da biblioteca pública, que lembra o Coliseu Romano.
  • O prédio tem janelas, do chão ao teto, oferecendo luz natural e uma visão de quase 360 graus do entorno.
  • A terceira maior biblioteca do Canadá.
  • A praça da Biblioteca Central de Vancouver ocupa um quarteirão da West Georgia Street.  
  • Ao entrar na biblioteca, nos deparamos com um grandioso local com vários cafés e pequenas lojas. Ali é possível conversar, ler e comer, bem como comprar material de papelaria e lembrancinhas. 





 
Por dentro do prédio da Biblioteca
 
Por dentro do prédio da Biblioteca
 
Praça da Biblioteca
 
Prédio do Canada Post - em frente a Biblioteca

  • Parada obrigatória em nossas viagens, as igrejas e templos contam um pouco da história local. Aproveitamos não só para conhecer a Catedral, mas para agradecer pela ótima viagem.
  • Tem estilo gótico francês, possui belíssimos vitrais e gigantescos sinos. 
  • Sua construção levou 490 dias para ser concluída entre os anos de 1899 e 1900.
  • Localizada na intersecção das ruas Richards com a Dunsmuir.







  • Depois de caminhar bastante a fome apertou e fomos almoçar neste Restaurante Japonês, localizado na Burrard Street.
  • O restaurante é bom, com boa comida e bom preço (no almoço), além de atendimento razoável.
  • O preço também é razoável (CAD 17,90 por pessoa), come-se à vontade. A forma de servir é diferente. O cardápio é uma pequena folha de papel onde o cliente marca com um X as opções desejadas (são várias) e também a quantidade; pode repetir o pedido quantas vezes quiser.
  • Na mesa tem algumas grelhas para o cliente grelhar sua carne.
  • Almoçamos com a simpática família de uma amiga de intercâmbio de nossa filha, que também foi encontrar-se com a filha e passear pela região.










  • Este igreja é bem próxima do Restaurante Shabusen (200 m), na  mesma Burrard Street, e quase não a vimos, pois o prédio estava sendo reformado por fora.
  • É uma Igreja Anglicana.
  • Vale a pena entrar, é muito diferente e bonita.














  • Continuamos nosso passeio em direção ao Harbour Centre. Passamos em frente e ficamos na dúvida se iríamos subir ou não, pois o tempo estava bem fechado e imaginamos que a vista não seria possível ver muita coisa de lá.
  • O ideal é subir no Harbour Centre antes mesmo de começar a andar pela região central para poder ter uma noção melhor de como é a cidade.
  • Avalie se compensa almoçar no restaurante lá no alto, pois neste caso não paga o acesso. O restaurante fica no segundo andar do deck panorâmico com um chão giratório, que faz uma volta completa de 360 graus em 60 minutos. 
  • A torre tem aproximadamente 150 metros de altura – equivalente a um prédio de 50 andares.
  • O acesso ao topo da torre é feito por dois elevadores panorâmicos de alta velocidade, que fazem o transporte em apenas 40 segundos.
  • O Harbour Centre fica em frente à saída principal da Waterfront Station.
  • Pelo mapa dá para imaginar a vista lá de cima.
  • Preço dos ingressos para subir na torre: estudantes C$11,25,  adultos C$16,25 e jovens (até 18), C$11,25.







Fachada do Harbour Centre

  • Passamos mais uma vez em Gastown, para conhecer a escola de inglês onde minha esposa estudou por um mês.
  • No caminho, passamos pelo prédio mais antigo, construído logo após o incêndio que destruiu Gastown em 1886, e pelo mais estreito da cidade (ao lado), por uma loja de cannabis, por uma pequena praça e por alguns cafés, além, é claro, pelo famoso steam clock.

Hastings Street


Victory Square


O edifício verde é o mais antigo
e a seu lado, o mais estreito 


Vários bares e cafés em Gastown


Vários bares e cafés em Gastown


Steam Clock - Water Street


  • Voltamos até a Estação Waterfront onde pegamos o Seabus - transporte que atravessa Vancouver Harbour, ligando Downtown à North Vancouver. O trajeto é bem rápido - 15 minutos. O Seabus faz parte do sistema integrado de transporte de Vancouver.
 
Estação Waterfront por dentro
 
Túnel de embarque no Seabus

 
Seabus
 
Embarque e desembarque do Seabus em Waterfront
  • Já do lado de North Vancouver há várias opções de passeio: apreciar o lindo visual de Vancouver caminhando pelo calçadão e pelo pier, comprar algumas frutas ou souvenires no Lonsdale Quay Market ou tomar uma cerveja artesanal no Tap & Borrel.
 



















  • Em Lonsdale também tem um terminal de ônibus para várias localidades.

Shopping Metropolis at Metrotown
  • De volta à Estação Waterfront pegamos o skytrain com destino a Estação Lougheed em Burnaby, mas no caminho resolvemos descer um pouco antes, na Estação Metrotown, já em Burnaby, para conhecer o shopping.
  • A estação está interligada ao shopping por uma passarela.
  • É o terceiro maior shopping do Canadá com aproximadamente 450 lojas.
  • Pegamos novamente o skytrain e rapidamente chegamos em casa.










Nenhum comentário:

Postar um comentário