menu

GROUSE MONTAIN - CLEVELAND DAM - CANADIAN SUPER STORE

Nosso quarto dia em Vancouver começou um pouco diferente, o dia amanheceu fechado com uma leve garoa. Neste dia estávamos de carro e seguimos direto para a Grouse Montain.

Havíamos combinado com novos amigos brasileiros, que moram no Canadá, de nos encontrarmos lá.

Além da montanha, fomos à represa Cleveland que fica logo abaixo da Grouse - é possível avistá-la quando está descendo a montanha. Passamos também no gigante supermercado Super Store. No mapa tem o trajeto do dia.

Gouse Montain:

  • Endereço da Grouse Mountain: 6400 Nancy Greene Way.
  • Como disse anteriormente, nós fomos de carro, mas é possível ir de transporte público ou no Shuttle da Grouse. Na estação Waterfront, em Downtown, pegue o SeaBus, barco que faz a travessia entre Downtown e North Vancouver. Logo na saída do SeaBus há uma estação de ônibus. Pegue o ônibus número 236 (Grouse Mountain), cujo ponto final é a entrada do parque ou use o serviço de transporte gratuito que sai do centro de Vancouver, no Canada Place. 
  • Chegando na Grouse (300 metros antes da entrada) há um estacionamento à direita que custa C$ 4 para o dia todo, mas se quiser, pode usar o outro estacionamento em frente à bilheteria, que custa C$ 8 para o dia todo.
  • A montanha tem 1.231 metros de altura.
  • No inverno é uma estação de ski com muitas pistas - minha filha, que estava em Vancouver desde janeiro, achou maravilhoso esquiar lá.
  • No verão os atrativos são outros, como subir a montanha por uma trilha de quase 3.000 degraus, mais ou menos 2 horas de caminhada morro acima (somente pra quem está bem fisicamente).
  • Dividimos o grupo, minha esposa, meu filho e alguns amigos fizeram a trilha, e eu minha filha e outros amigos subimos de gôndola (para nós bondinho ou teleférico - são 6 minutos de subida). No verão, quem quiser poupar muitos dólares do ingresso da subida no bondinho, pode fazer esta trilha a pé. A Grouse Grind é uma trilha super movimentada e os que sobem a pé pagam somente C$10 para pegar o bonde na descida. Para subir, o ingresso custa C$43,95.
 
Início da Trilha Grouse Grind
ao lado do estacionamento
 
Final da rilha Grouse Grind
  • Algumas opções de diversão no alto da montanha: tirolesa (ingresso comprado separadamente), show dos lenhadores (lumberjacks), demonstrações de pássaros treinados, ver Grinder e Coola (os ursos cinzentos) em seu habitat natural e apreciar a vista. 
 
Show dos Lenhadores
 
Show dos Lenhadores
 
Show dos Lenhadores
 
Urso tirando um cochilo
 
Tirolesa
 
Passeando no alto da montanha
  • O visual é lindíssimo. Do topo da montanha pode-se ver toda a cidade. Uma pena que o tempo estava muito fechado, mas na descida pudemos avistar Vancouver, o oceano Pacífico, as ilhas ao redor e os picos nevados.
 
Vista do alto da montanha
 
Vista do alto da montanha
 
Vista da gôndola descendo a montanha
 
Vista da gôndola descendo a montanha
  • Na entrada da Grouse encontra-se a bilheteria, um Starbucks e a o local onde se pega as gôndolas.

Starbucks

 
Gôndola subindo
 
Gôndola

Gôndola

  • Em 1966 foi aberto o Skyride, que é a gôndola, que funciona todos os dias do ano e que a cada 15 minutos leva os visitantes para a primeira parada da montanha, Peak Chalet. Ali há restaurante, lojinha e o Theater in the Sky, um cinema com sala HD que passa filmes sobre a história, a fauna e a flora locais.
 
Peak Chalet
 
Interior do Peak Chalet
 
Em frente ao Peak Chalet
 
Em frente ao Peak Chalet
  • É possível, também, passear na área mais acima de Peak Chalet - até o alto da montanha são mais 15 minutos em outro teleférico, desta vez aberto. Já no alto, as opções de passatempo são muitas, como andar de helicóptero, fazer trilhas mais intensas, voar de paraglide ou subir em uma turbina eólica de 65 metros de altura que funciona também como observatório, intitulada Eye of the Wind - não fizemos estes passeios. 




  •  Há diferentes tipos de ingressos para a Grouse Mountain: ida e volta no Skyride (Alpine Experience), com acesso às atividades gratuitas no platô,  a ida e volta de teleférico aberto (Peak Experience) e a Ultimate Experience que inclui, além dos demais pacotes, uma visita ao Eye of the Wind. Fazer o circuito das tirolesas tem um custo à parte. O passeio não é barato, principalmente para quem sobe de gôndola e quer aproveitar as demais atrações. Mas repito: tem que ir.
  • Dentre os restaurantes e cafés que o visitante encontrará por lá, estão o Lupins, um agradável café que serve refeições rápidas localizado no Peak Chalet (o chalé principal da montanha), o Starbucks (localizado na base da montanha), o Grouse Grind Coffee Bar, ideal para tomar um café rápido ou saborear um lanche saudável antes e depois das atividades; o Rusty Rail BBQ, para os amantes de churrasco ao ar livre com vista para as montanhas, o Grizzly Lookout Cafe e, finalmente, o Beaver Tails, que serve tortas típicas canadenses.
 
Beaver Tails
 
Rusty Rail BBQ
 
Rusty Rail BBQ
 
Rusty Rail BBQ
  • Comer um hambúrguer ou uma pizza na lanchonete lá de cima é uma boa opção e foi o que fizemos.
  • Recomendo visitar a Grouse em um dia de céu azul.



Cleveland Dam:


Clevelandd Dam - barragem na ponta esquerda do lago vista da gôndola da Grouse Montain
  • Saímos da Grouse Moutain e passamos rapidamente nesta represa, que está no Capilano River Regional Park, mas é possível gastar um tempinho a mais e fazer um piquenique ou uma trilha a pé.
  • É uma barragem no Capilano Lake, um lugar não muito conhecido, mas que tem uma vista deslumbrante, aos pés da Grouse Mountain.
  • Apesar de ser uma represa feita pelo homem, a natureza predomina.
  • Bonita vista perto da barragem.
 
Saindo do etacionamento e entrando no parque
 
Capilano River Regional Park
 
Gramado verde nesta época do ano
 
 
Vista da Gouse Mountain
 
Um convite a caminhada
 
Vertedouro da Represa
 
Vertedouro da Represa
 
Área de piquenique
 
Área de piquenique
 

 
Uma das trilhas
  • Estacionamento gratuito.
  • Construída em 1954.
  • O lago foi feito para fornecer água para Vancouver.
  • O Salmon Hatchery Capilano é outra atração gratuita em North Vancouver. É uma curta caminhada do Cleveland Dam para o incubatório - não fizemos esta visita. Mapa.


Canadian Super Store
  • Na volta para casa resolvemos passar neste supermercado, o que foi muito interessante, além da necessidade de comprarmos uma série de coisas que estávamos precisando, foi interessante conhecer o mercado, que tem bons preços e tudo o que puder imaginar à venda.











CAPILANO PARK - QUEEN ELIZABETH PARK - OUTLET

Nosso terceiro dia em Vancouver foi bem diversificado e também andamos muito a pé e de transporte público. No mapa é possível acompanhar todo o nosso deslocamento.

Saímos de Burnaby de skytrain (Estação Lougheed) e fomos até Downtown (Estação Waterfront). Em seguida pegamos um shuttle (gratuito) em frente ao Canada Place para o  Capilano Park (ele passa em mais três locais: Hyatt Regency, Blue Horizon e Westin Bayshore). O ingresso para o parque poderia ser comprado em um quiosque próximo ao local de onde sai o shuttle, mas preferimos comprar nosso ingresso no próprio parque.

 
Saindo de casa acompanhado pelos patos
 
Metrô - tranquilidade para levar a bike
 
Shuttle em frente ao Canada Place
 
Quiosque para comprar ingresso


Capilano Park


Entrada do Parque Capilano
Entrada do Parque Capilano
 
 
Principais pontos

 
Mapa do Parque
  • Preço dos ingressos: não são baratos, principalmente quando você está em família e converte para o nosso pobre Real. No entanto, quem converte não se diverte, então, tem que passear no Capilano, pois é muito bonito. A famosa ponte pênsil não é o único atrativo, há várias trilhas nas alturas, entre as árvores, e mirantes de tirar o fôlego. Foi o único lugar onde aceitaram carteirinha de estudante dos meus filhos, mesmo sendo do Brasil.
  • Para conhecer tudo com calma e curtir o local reserve de 2 a 3 horas e prepare a máquina fotográfica.
  • Endereço: 3735 Capilano Road - North Vancouver.
  • O nome Capilano originalmente escrito Kia'palano significa "rio bonito".  Kia'palano era o nome de um grande chefe Squamish que viveu nesta área no início de 1800.
  • O estacionamento custa C$ 5 por 4 horas.
  • Tem Wi-Fi no parque.
  • A ponte pênsil fica sobre o Capilano River e tem140 metros de comprimento e fica 70 metros acima do rio.
  • O Parque já foi cenário de muitos filmes e séries, como Indiana Jones.
 
Ponte Pênsil
 
Vista do Capilano River sob a ponte
 
Vista da ponte estando no Cliffwalk
 
Vista do Capilano River sob a ponte
 
Ponte Pênsil
 
Vista do Capilano River sob a ponte
  • Treetops Adventure: é uma caminhada fantástica e divertida a grande altura. Essa atração permite aos visitantes ter uma ideia da antiga floresta, vista da perspectiva de um esquilo. As passarelas ligam um pinheiro a outro. Algumas dessas árvores têm mais de 1.300 anos. As passarelas e plataformas de observação foram inteligentemente amarradas às árvores sem o uso de pinos ou parafusos. Ao final deste caminho tem um pequeno lago com jardins ao redor.
 
Início da Treetops Adventure
 
Início da Treetops Adventure
 
 Treetops Adventure
 
 Treetops Adventure
 
 Treetops Adventure
 
 Treetops Adventure
  • Cliffwalk: uma série de caminhos suspensos enganchados no penhasco. Em alguns lugares as passarelas são feitas de vidro, para que se possa olhar direto para baixo. 
 
Cliffwalk
 
Cliffwalk
 
Ponto final do Cliffwalk
 
Cliffwalk
 
Cliffwalk
 
Vista da Ponte Suspença no Cliffwalk
  • Para completar as atrações, alguns cafés, um restaurante com preços assustadores e uma lojinha de souvenir.









Voltamos no mesmo shuttle (gratuito) do Capilano Park até o Canada Place. Lanchamos no A&W, da Estação Waterfront e em seguida pegamos o skytrain para Estação King Edward (Canada Line) e depois o ônibus nº 15 até o Queen Elizabeth Park.










  • Entrada gratuita. 
 
Trilhas por todo o parque
 
Parque
 
Mais caminhada pelo parque
  • Está a 152 metros acima do nível do mar - é o ponto mais alto de Vancouver, o que proporciona vistas espetaculares da cidade e das montanhas na costa norte.
 
Mirante no centro do parque
 
Mirante no centro do parque
  • Tem 52 hectares.
  • O Bloedel Conservatory  está dentro do parque: cúpula redonda que abriga plantas e aves tropicais (ingressos no local). O ingresso não chega a ser caro, em torno de C$ 6, porém, se você entrar na recepção já dá para ter uma ideia de como é, nada que um brasileiro já não tenha visto.
 
Bloedel Conservatory
 
Bloedel Conservatory
 
Bloedel Conservatory
 
Interior do Bloedel Conservatory
 
Interior do Bloedel Conservatory
 
Relógio próximo ao Bloedel Conservatory
  • Queen Elizabeth Park está localizado no centro geográfico de Vancouver, na junção de Cambie Street e da West 33rd Avenue.
  • Há entradas em por todos os lados do parque, incluindo pela Ontario Street e a West 33rd Avenue, ou ao longo da West 37th Avenue entre as ruas Columbia e Mackie.
  • Está ao lado do Jardim Botânico Van Dusen.
  • Estacionamento: há estacionamento gratuito limitado ao longo do parque e estacionamento pago dentro do parque. Valores das taxas de estacionamento: C$ 3,25 por hora e C$ 11,00 por dia.
  • Tem esculturas entre as belezas naturais dos jardins, além de campo de golf e frisbee, quadras de tênis, basquete e outros esporte.
  • Quarry Garden fica a oeste do Conservatório Bloedel.
  • Jardim de Rosas:  foi construído em 1967 para comemorar o centenário do Canadá. Há muitas variedades de rosas, incluindo híbridos resistentes, como a Série Parkland e a Série Explorer desenvolvidas em Saskatchewan. Passada a primavera, as flores já não estavam tão bonitas.






  • A fabulosa fonte Dancing Waters está localizada ao lado do Bloedel Conservatory e é bonita tanto de dia quanto de noite. É composta por 70 jatos de água e tem 85.000 litros de água em recirculação. A fonte opera com um programa para variar as alturas do jato.
Fonte
Bancos na Praça das Fontes
Fonte

  • O que fazer: ver o pôr do sol, caminhar, fazer piquenique e apreciar os belos jardins.




















 
Barraquinha vendendo frutas orgânicas (berries)
 
Campo de golfe
 
Amplos gramados
 
Pista interna
  • Tem restaurante e banheiros.
  • É o segundo parque mais visitado em Vancouver (perdendo apenas para o Stanley Park). 
  • Foi construído no começo do século 20 sobre duas pedreiras. 
  • A beleza do lugar costuma atrair, além dos visitantes, muitos casais que comemoram as suas bodas. Dá pra entender que começar a vida a dois num lugar assim é realmente especial!
 
Casamento
 
Casamento
  • Saímos do Queen Elizabeth Park a pé até a estação de skytrain Oakridge e no caminho fomos apreciando as simpáticas casas e seus jardins bem cuidados.





Quando saímos do Queen Elizabeth Park a intenção era conhecer o
Jardim Botânico Van Dusen, mas estávamos cansados e ainda gostaríamos de passar no outlet próximo do aeroporto (decidimos passar no outlet porque teríamos que pegar um carro alugado no aeroporto e era caminho). 

Descemos na Estação Templeton e fomos conhecer o outlet McArthur Glen Vancouver. Ficamos pouco tempo lá - não era intenção fazer compras. Os preços no Canadá não são bons como nos EUA, ou melhor, como costumava ser nos EUA, mas nunca vi um outlet tão bonito como este. Valeu o passeio, mas não acho que valha a pena tirar um dia para fazer compras lá. Se quer fazer compras vá a Seattle, nos EUA, é mais longe, mas bem mais barato.

 
Entrada do Outlet
 
Interior do Outlet
 
Interior do Outlet
 
Interior do Outlet
 
Interior do Outlet
 
Interior do Outlet
 
Outlet McArthur Glen
 
Estação de skytrain Templeton - ao lado do Outlet

Pegamos novamente o skytrain e duas estações depois estávamos no aeroporto para pegar o carro na locadora. Voltamos para Burnaby (uns 30 minutos). Chegamos depois das 21 horas em casa.

 
Máquinas para carga no compass card 
 
Estação de skytrain do aeroporto