menu

SANTUÁRIO DA MÃE, RAINHA E VENCEDORA TRÊS VEZES ADMIRÁVEL DE SCHOENSTATT

O Movimento Apostólico Internacional de Schoenstatt foi fundado em Schönstatt, na Alemanha, em 1914 pelo Padre Joseph Kentenich. Existem quase 200 santuários espalhados pelo mundo, no Brasil são 22 (Santa Maria, Londrina, Jaraguá, Caieiras, São Paulo, Atibaia, Santa Cruz do Sul, Curitiba, Porto Alegre, Guarapuava, Itaára, Olinda, Santo Angelo, Rio de Janeiro, Brasilia, Cornélio Procópio, Poços de Caldas, Jacarezinho, Salvador, Araraquara e Belo Horizonte, Frederico Westphalen e Garanhuns).

Clique na foto (apenas um clique) para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC. 


Entrada do Santuário

O Santuário de Brasília foi inaugurado em 19 de março de 2000 e é denominado Tabor da Esperança.


Tabor da Esperança

A melhor referência para chegar até este Santuário (distante 19 km da Rodoviária) é a Torre de TV Digital, que é bem próxima (1 km) - Mapa, pela Rodovia DF-001 -  Estrada Parque Contorno - EPCT.

O Santuário está aberto diariamente das 8 às 18 horas e também tem missas diariamente - consultar horários.

É um local de muita paz, ótimo para meditar e orar, além de ter uma bela vista da cidade e contar com uma linda capela. Você também pode comprar artigos religiosos na lojinha do Santuário.

 
Fundos da Capela
 
Capela vista do mirante da Torre de TV Digital
 
Fundo da Capela
 
Frente da Capela
 
Vista da porta da Capela
 
Interior da pequena Capela

Existe um projeto de construção de uma nova igreja com capacidade para 1.400 fiéis.


Campanha de construção da nova igreja


TORRE DE TV DIGITAL

Apelidada de "Flor do Cerrado", a Torre de TV Digital foi o último projeto de Oscar Niemeyer edificado em Brasília, inaugurada em 21 de abril de 2012, quando a cidade comemorou 52 anos.

Clique na foto (apenas um clique) para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC. 








Ela tem 180 m de altura (120 de concreto) e o restante em estrutura metálica onde são fixadas as antenas. Possui, também, duas cúpulas de vidro (uma de cada lado), uma a 60 m de altura e a outra a 80 m de altura. O espaço atualmente aberto à visitação é o mirante, a 110 metros de altura, possibilitando uma bela vista 360º do Planalto Central, destacando o Lago Paranoá, com a Ponte JK, os Lagos Sul e Norte, o Plano Piloto e várias outras regiões do DF.
 
Cúpulas e mirante da Torre Digital
 
Cúpula vista do Mirante
 
Vista do Mirante - Lago Norte
 
Vista do Mirante

A Torre de TV foi projetada para transmitir o sinal de TV Digital.

A visitação à Torre é gratuita e ocorre apenas nos finais de semana. Consulte o site da Secretaria de Turismo para verificar os horários. No início da rampa de acesso à torre é formada a fila para visitação, que sobe em grupo de 27  pessoas. Chegando no mirante, você tem 8 minutos para curtir o visual (pouco, mas suficiente).

O local está bem cuidado, gramados bonitos, amplo estacionamento, pista sinalizada, ambiente limpo e com funcionários atenciosos. No entanto, o local merece um pouco mais de atenção do Governo: as cúpulas estão fechadas para visitação, os banheiros estão interditados por motivos técnicos (utilizaram equipamentos não convencionais e, claro, deu defeito e agora há dificuldades para manutenção - para atender aos visitantes instalaram banheiros químicos). Ao pé da torre, podemos observar que era para ter um espelho d'água, que está vazio. Enfim, um grande espaço com pouca utilização, apenas atenciosas senhoras vendendo artesanato, licores, pães, biscoitos e geleias na única lojinha, que também é uma pequena lanchonete. Ao lado da lojinha (Emater) tem uma sala de atenção ao visitante, onde você pode pegar gratuitamente uma série de prospectos da cidade e região.
 
Espelho d'água (sem água) e rampa de acesso aos elevadores do mirante
 
Estacionamento visto do mirante
 
Sala com diversos prospectos da cidade e região
 
Lojinha de artesanatos e lanchonete

Apesar de alguns problemas, vale muito a pena visitar. Escolhi ir até lá no sábado pela manhã (cheguei por volta de 10 horas) e não peguei fila. Para chegar lá não é complicado, porém é necessário ter carro. 

Para aproveitar melhor o dia, minha dica é conciliar a visita com outros passeios: Ponte JK (belo cartão postal) e depois Parque Ecológico Dom Bosco, ambos já publicados no blog, e depois pela Barragem do Paranoá. Próximo à Torre ainda pode ser visitado o Santuário  Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt (também publicado no blog).  Compensa andar um pouco mais (da Rodoviária saindo pelo lado norte da cidade são 18 Km - mapa, ou seguindo a minha sugestão 40 Km - Mapa com as sugestões. Dependendo de onde você estiver, pode voltar pelo lado norte.

RIO DE JANEIRO - ROLLING STONES - fevereiro de 2016

O Rio de Janeiro tem passeios incríveis para fazer, além, é claro, das belas praias. Desta vez, no entanto, o motivo de nossa viagem  não foram os passeios, mas, sim, o show dos Rolling Stones.

A banda passou pelo Rio de Janeiro para sua turnê na América Latina - "Olé Tour 2016". O show foi no Maracanã, no dia 20 de fevereiro de 2016.
Clique na foto (apenas um clique) para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC. 








Reservamos 3 dias para a viagem. Saímos de Brasília na sexta-feira em um voo às 7h30 para o Aeroporto Santos Dumont no Rio, e voltamos às 16h30 de domingo pelo mesmo aeroporto. Acertamos duplamente, ótimos dias e horários, aproveitamos bem a sexta-feira e o domingo; e a escolha do aeroporto, mais central.

Agora vou abrir um parênteses para comentar sobre transporte, principalmente táxi  x UBER.

  • Começando por Brasília: fiz algumas contas para decidirmos o transfer até o aeroporto: 3 dias de estacionamento no Aeroporto de Brasília,  R$ 121,00, incluindo mais R$ 20,00 de combustível  para ida e volta, gastaríamos no total R$ 141,00. Se a opção fosse ir e voltar de táxi seria aproximadamente R$ 160,00. Fomos de Uber gastando R$ 35,00 na ida (UBER X) e R$ 55,00 na volta (UBER black), total de R$ 90,00, ou seja vale muito a pena o Uber e sem problema algum, além do conforto, da educação do motorista  e da facilidade de pagamento (débito direto no cartão). 
  • Já no Rio fomos informados que o Uber não se aproxima do aeroporto. Preocupados com a fama terrível dos taxistas no Rio pegamos um táxi pré-pago (ticket vendido dentro do aeroporto). Apesar de não ter reclamação do carro e nem do motorista, o preço não compensou, R$ 60,00 até o início de Copacabana (Posto 2). Pelo taxímetro, seria em torno de R$ 35,00, foi o que pagamos na volta (pegamos um táxi no ponto da Praça do Lido) - carro bom e mau humor do motorista já esperado, sem querer generalizar.
  • Para irmos ao show no Maracanã pegamos o metrô. Só tenho elogios, muito organizado, bonito e limpo. O site do Metrô e o aplicativo são muito bons, nós estudamos antes qual metrô pegar e qual conexão fazer - estava cheio, mas não tivemos problema - preço R$ 3,70. Na volta, apesar de termos comprado o ticket do metrô antecipadamente, achamos melhor voltar de táxi. Foram 66.000 pessoas saindo do Maracanã ao mesmo tempo e achamos que poderia demorar mais. Apesar da quantidade de gente, estava organizado (dividimos o nosso grupo de 7 pessoas, uma parte foi de metrô e a outra de táxi). Demos sorte e conseguimos um táxi, porém, o preço foi definido pelo motorista. Pagamos R$ 80,00 em uma corrida de R$ 35,00. Já o Uber, na saída do Maracanã, estava com um preço impraticável (estimado entre 280,00 e 320,00 reais para o mesmo trajeto - o preço alto era devido à intensa procura).
  • Conclusão nossa: em Brasília, o Uber é o melhor negócio. No Rio, metrô sempre que possível, já o Uber, deve ser avaliado a cada corrida. Para ir e voltar ao Maracanã, há ainda a possibilidade de contratar uma Van ou até mesmo acertar previamente com algum taxista.

O show e o Maracanã

  • É muito emocionante sair da Estação Maracanã do Metrô e passar, por uma extensa passarela  (200 m), que passa sobre a Via Radial Oeste, e sair na cara do Maracanã. Mapa.
  • O estádio é sensacional em todos os sentidos: bonito por fora e por dentro, boa segurança, facilidade de acesso, cadeiras com um bom espaço entre as fileiras e muito mais. 
  • O show nos surpreendeu positivamente: cenário, luzes e telões fantásticos. A vitalidade de Mick Jagger é impressionante, se movimentando todo tempo, cantando com uma voz prefeita. O que surpreende é que ele tem 72 anos. Os demais componentes da banda, Charlie Watts, Keith Richards e Ron Wood, todos idosos, também são incríveis. Foram 66.000 pessoas cantando com eles durante todo o show.


Mick Jagger


Charlie Watts - baterista




Keith Richards - guitarrista


Passeios
  • Como estávamos hospedados em frente ao Posto 2 de Copacabana (Praça do Lido - localizada entre as Avenidas Atlântica e Nossa Senhora de Copacabana e as Ruas Belfort Roxo e Ronald de Carvalho) e já conhecíamos os principais pontos turísticos do Rio, optamos por curtir a praia.
Praça do Lido e Praia de Copacabana - vista do apartamento onde nos hospedamos
Praça do Lido e Praia - vista do apartamento onde nos hospedamos - chuva no final do dia
  • O Calçadão de Copacabana é uma atração à parte com seus diversos quiosques, as estátuas de Drummond e Caymmi, a bela paisagem, os diferentes prédios, como o Hotel Copacabana Palace e, de quebra, ciclovia e calçada para uma boa caminhada.
 
Dorival Caymmi
 
Carlos Drummond de Andrade
 
Calcadão de Copacabana
 
Calcadão de Copacabana
  • Caminhamos em direção a Pedra do Leme (à esquerda da praia). O Forte Duque de Caxias ou Forte do Leme, fica no topo do morro, sendo uma das antigas fortalezas do Rio de Janeiro. Hoje em dia este sítio histórico está aberto à visitação de terça a domingo. Como se localiza em uma área de grande beleza natural, cercada por densa mata e vegetação, a subida ao forte é também uma caminhada e passeio ecológico. Tem uma bilheteria próxima ao pé da pedra na Praça Almirante Júlio de Noronha, em uma área militar, deve ser bem bonita a vista de lá. Não subimos, mas não faltou vontade. A chuva forte do dia anterior derrubou uma árvore e impediu o caminho, fechado por segurança.
 
Morro do Leme - Forte Duque de Caxias
 
Praia do Leme - Morro do Leme
  • Caminhamos também em direção ao Forte de Copacabana, que parece ser bem interessante visitar, mas não entramos, pois o tempo fechou e resolvemos voltar.
Forte de Copacabana
  • Por fim, curtimos 3 dias de praia, no Posto 2 de Copacabana, com sol intenso. Alugávamos guarda-sol e cadeiras por R$20,00 (1 guarda-sol e duas cadeiras), achei razoável.
 
Copacabana - Posto 2
 
Copacabana vista do Caminho dos Pescadores no Leme
 
Praia de Copacabana -
Corcovado ao fundo (Cristo)
  • Na Praça do Lido tem um posto de venda de ingressos para ir de van com ar condicionado até o Cristo Redentor ao custo de R$ 53,00. Meu filho foi até lá, porém houve um atraso de 1 hora na saída da van e não ficamos sabendo o motivo. A outra forma de ir ao Cristo é ir até o local e comprar o ticket e subir de trem (quando fui, gostei muito), a vista de lá é maravilhosa.
 
Vista do Corcovado
 
Cristo
 
Trem para acesso ao Cristo

Restaurante e Hospedagem
  • Optamos por alugar um apartamento, pois estávamos em 7 pessoas. Achei a experiência muito boa e pretendo repetir a dose.
  • Almoçamos em casa e apenas um dia almoçamos fora. Gostei do Restaurante El Galetto, ao lado da Praça do Lido,  Rua Ronald de Carvalho, serviço à la carte, comida simples e boa a preço justo.

Foi muito bom estar no Rio de Janeiro outra vez, queremos voltar muitas outras vezes e postar aqui nossos passeios.

SANTUÁRIO DOM BOSCO

O Santuário Dom Bosco foi construído para homenagear São João Melchior Bosco  (padroeiro de Brasília) e foi inaugurado em 23/05/1970.

Está localizado na Via W3 Sul - Quadra 702, muito próximo do eixo principal de visitação de Brasília (Eixo Monumental), visualize no mapaEstá aberto para visitação, diariamente de 7 às 20 horas, mais informações podem ser obtidas no telefone 3223-6542.

O Santuário foi eleito, por votação popular, como uma das 7 maravilhas do Patrimônio Cultural Material (coordenação: Bureau Internacional - IBOCC). Realmente mereceu ter sido eleito, não deixe de visitar (entrada gratuita).

O clima no Santuário é de paz e reflexão que é reforçado pelo reflexo azul de seus vitrais no mármore branco do chão, passando a sensação de um céu estrelado.

Clique na foto (apenas um clique) para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC. 

Dados e curiosidades do Santuário:

  • projeto do Arquiteto Carlos Alberto Naves;
  • projeto dos vitrais, que tem 12 tons de azul, são de Cláudio Naves (irmão do projetista do Santuário);
  • os vitrais foram fabricados em São Paulo pelo artista belga Hubert Van Doorne;
 
Visão do lado esquerdo da entrada principal
 
Visão do canto do altar
 
Visão do altar
  • o quadro da pia batismal (localizada à direita do altar), a pintura em acrílico do sacrário (localizada à esquerda do altar) e as 12 portas entalhadas, que contam as visões e passagens de Dom Bosco, são do artista brasileiro Gianfrancesco Cerri;
 
Pia Batismal
 
Sacrário
  • a cruz do altar foi esculpida em uma única peça de cedro pelo artista Gotfredo Tralli;
Altar e Cruz
  • as estátuas de Dom Bosco e de Nossa Senhora Auxiliadora foram esculpidas em mármore de carrara e o altar construído a partir de um bloco de mármore de 10 toneladas;
 
Altar
 
Nossa Senhora Auxiliadora
 
São João Bosco
  • o grande lustre central tem 180 lâmpadas e 7.400 peças de vidro murano, obra do arquiteto Alvimar Moreira;




  • do lado de fora são 80 colunas de concreto em estilo gótico, com uma cruz em cada uma das laterais;
  • o paisagismo é de Burle Marx;

Vista frontal e da lateral direita

 
Vista lateral
Entrada Principal

Vista frontal e da lateral esquerda

  • à esquerda da entrada principal, na parte interna da igreja, tem uma escada que leva até uma lojinha de souvenir;
Lojinha
  • ao fundo, na parte externa, tem uma rampa que leva até a Capela.