menu

14º DIA - SIENA E FLORENÇA

Este dia ficou reservado para conhecer Siena e a Praça da República em Florença.

Clique na foto para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. 

Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC.

Roteiro:

  • Não levantamos tão cedo neste dia. Fizemos o check out no hotel e deixamos as malas lá.
  • Compramos o bilhete de ônibus para Siena (ida e volta - sem horário e sem lugar marcado), na estação que fica próxima à estação de trem, por 8 € cada. A estação fica um pouco escondida, mas a referência é a seguinte: estando de frente para a estação de trem a estação de ônibus fica à esquerda.Optamos pelo ônibus por ele chegar a Siena muito próximo da área de interesse. Já a estação de trem fica longe, é preciso fazer conexão e, por fim, o tempo de viagem é praticamente o mesmo.Nas pesquisas que eu havia feito pela internet, descobri que existem dois tipos de ônibus para Siena: um rápido e outro que faz duas paradas. Optamos por comprar o Rápido que leva 1h20 até Siena. Um pouco antes da partida aguardávamos o ônibus e perguntamos onde ele iria parar. Informaram-nos que seria ao lado do outro ônibus, que já estava estacionado, mas não era o Rápido. Todos que iam chegando entravam neste ônibus, exceto nós e mais 3 jovens. Já ia dar o horário da partida e o outro ônibus não chegava, até que decidimos perguntar ao motorista e ele informou que domingo não tinha o Rápido e era para entrarmos naquele, porém ele ia verificar se ainda tinha lugar. Felizmente embarcamos, mas serve de lição: quando alguma coisa parecer estar errada, certifique-se, pois provavelmente está mesmo errada.Tirando o estresse de quase perdermos o ônibus por terem nos passado informação errada, chegamos a Siena às 11h30, sem maiores problemas.
  • O ponto final do ônibus, em Siena, é na Piazza Antonio Gramsci, onde está a Estação Rodoviária, próxima ao centro histórico. 
Piazza Antonio Gramsci
  • Com pouco tempo de caminhada, passando por simpáticas ruas estreitas, com lojas, cafés, o  Palazzo Salimbeni com a Praça de mesmo nome e a Chiesa San Cristoforo, nós chegamos a uma arcada, em estilo renascentista, ornada com estátuas de santos e outros detalhes em sua fachada: é a Loggia della Mercanzia, de 1417, que era o ponto de encontro de mercadores e negociantes. 
 
Piazza Salimbeni e Palácio
 
Chiesa San Cristoforo
 
Loggia della Mercanzia
  • Ao lado da arcada há uma escadaria. Descendo por ela, chega-se num dos principais pontos da cidade: a Piazza del Campo, em forma de leque, é uma das mais bonitas e originais de um país onde não faltam praças incríveis. Os destaques desta praça são a Fontana Gaia e o Palazzo Comunale - prefeitura da cidade, entre outros. Há ainda uma torre de 102 metros de altura, considerada uma das maiores em estilo medieval da Europa: a Torre del Mangia. O Palácio pode ser visitado, mas não visitamos.
 
Piazza del Campo
 
Praça - Palazzo Comunale - Torre del Mangia
 
Fontana Gaia
  • Saímos da praça por uma rampa lateral, à direita de onde entramos (descendo as escadas) e fomos em direção à Duomo. Compramos um bilhete (combo) para visitar o Museu, o Batistério, a Duomo e a Cripta - Site Oficial do Complexo.
  • Começamos pelo Museo dell'Opera del Duomo. O museu é diferente dos que visitamos em Florença e em Roma, não é grande, mas interessante. Com acesso pelo próprio museu chegamos a um apertado mirante, com uma bela vista. A ventania e o frio nos impediu de ficar lá por muito tempo.
Mirante do Museu

 
Duomo vista do Mirante
 
Torre del Mangia vista do Mirante
 
Vista do Mirante
 
Predica di San Bernardino in Piazza del Campo -
Sano di Pietro
 
Esculturas do Museu
 
Madonna dagli acchi grassi - Maestro  di Tressa
Duomo de Siena - foto Wikipedia







  • Em seguida fomos ao Batistério e à Cripta.
 
Batistério
 
Batistério
 
Batistério

Basílica



Interior da Basílica



Vista da Basílica
  • Voltamos ao local onde chegamos de ônibus para pegar o transporte de volta. 
Mapa do percurso em Siena.
  • Chegamos na Estação Rodoviária de Florença e já estava escuro.
  • Observação: tanto na ida quanto na volta, é importante validar o bilhete  nas máquinas antes de entrar no ônibus.
 
Autostazione - Rodoviária
 
Ônibus para Siena
 
Máquina para validar passagem
  • Da rodoviária de Florença, fomos conhecer a Piazza della Repubblica - Praça da República, que estava faltando. Uma praça bem movimentada com grandes bares, restaurantes e lojas de grife. Fotos da Praça do Wikipedia.



  • Fizemos um lanche, pegamos nossas coisas no hotel e, em seguida, o nosso trem de volta a Roma. Por volta das 22 horas estávamos em casa.
Mapa do percurso em Florença.


Nenhum comentário:

Postar um comentário