menu

PRIMEIRO DIA NO CANADÁ - DOWNTOWN

Nosso voo saiu de São Paulo às 20 horas com destino a Toronto - Canadá. Chegamos bem cedo (no inverno nosso e verão deles, a diferença de fuso horário é de apenas 1 hora a menos que no Brasil). Fizemos uma conexão bem apertada e seguimos para Vancouver em um voo de quase 5 horas (o fuso horário de Vancouver em relação a Toronto é de 3 horas a menos e de 4 horas a menos em relação ao Brasil). Chegamos às 9 horas em Vancouver (hora local).

Tínhamos duas opções de transporte do aeroporto de Vancouver para a cidade: pegar um táxi ou o skytrain (metrô). Decidimos pegar o skytrain que custou C$ 9,00, o táxi custaria em torno de C$ 70,00 até Burnaby (onde nos hospedamos) - foi necessário fazer uma conexão de metrô na estação Waterfront. Gastamos 1h30 de metrô até chegarmos em casa (Estação Lougheed).







Nesta viagem estavam apenas eu e meu filho, pois minha filha já estava em Vancouver desde o começo do ano, em um intercâmbio, e minha esposa também já estava em Vancouver há um mês fazendo um curso de inglês.

Chegamos em casa exaustos e adivinhem o que fizemos? Saímos para para passear! E o primeiro destino foi a região central de Vancouver.


Jardim em frente ao apartamento onde nos hospedamos em Burnaby
Os principais bairros de Vancouver são: Chinatown, Gastown,Yaletown,West End e Kitisilano, além de Downtown.

Neste dia usamos apenas o skytrain. Pegamos a linha amarela (Millenium Line) que liga a Estação Waterfront até a VCC-Clark. Em Burnaby, onde estávamos hospedados, pegamos o skytrain na estação Lougheed Town Centre, e descemos na Estação Granville (duas antes do final). Este trajeto é no sentido horário e leva 40 minutos de onde estávamos até a última estação - Waterfront.
Estação Lougheed (Burnaby)
simples e funcional
Estação Granville (Downtown) - subterrânea
 
 
Estação Waterfront (Downtown)
rampa de acesso ao Seabus
 
Seabus - liga Downtown (Waterfront) a
 North Vancouver (Lansdale Quay)

A intenção do primeiro dia era fazer um reconhecimento da cidade (centro), o que foi muito bom.

O centro da cidade começa na zona portuária do estreito de Burrard e se estende até False Creek, margeando toda a península. Mapa.









Passamos por ruas importantes, como a Robson Street, e nos deparamos com prédios altos e com uma arquitetura diferenciada, jardins bem cuidados, ruas limpas e um povo gentil. Continuamos por outras ruas, um pouco sem rumo, e chegamos ao imponente Canada Place:
  • Onde está a tocha olímpica oficial das Olimpíadas e Paralimpíadas de Inverno de 2010. 
  • Um ponto popular entre os turistas (cartão postal), onde fica o porto da cidade.
  • Localizado ao lado da Waterfront Station, na Burrard Street.
  • É o centro de entretenimento mais badalado de Vancouver.
  • Desenhado pelo arquiteto Eberhard Zeidler, tornou-se o principal porto de onde chegam e partem cruzeiros para diversos destinos, sendo o Alasca o mais  famoso deles. 
  • Construído em 1986 para o World’s Fair Expo é de bom gosto, ainda moderno (mesmo depois de quase 20 anos de construção) e em um lugar lindo da cidade. 
  • Ali ficam restaurantes, lojinhas, academias, cafés. Destaque para o Fly Over Canada, um simulador de voo por todo o Canadá - não fomos, me arrependi, da próxima vez irei. 
  • Ali pertinho fica o Vancouver Convention Centre que é todo de vidro com teto de grama e proporciona vistas incríveis do local. 
  •  Eu sugiro a caminhada do Canada Place até o Stanley Park pela Coal Harbour: é lindo e cheio de lugares para se apreciar e fotografar. Daqui saem voos em hidroaviões para cidades próximas, como Victoria, ou simplesmente para voos panorâmicos de Vancouver.


Canada Place


Pista para hidroavião em frente ao Canada Place em Vancouver Harbour


Estacionamento de hidroaviões


Orla de Vancouver Harbour


Calçadão que liga o Canada  Place ao
Stanley Park, passando por Vancouver Harbour


Calçadão que liga o Canada  Place ao 
Stanley Park via Vancouver Harbour


Vancouver Convention Centre


Calçadão que liga o Canada  Place ao 
Stanley Park de frente para Vancouver Harbour


Vista de Downtown

Vista de Downtown - Torre do Harbour Centre ao fundo
Seguimos para Gastown - Mapa, onde a cidade começou, foi fundado em 1867, no mesmo ano em que o Canadá se tornou uma Confederação. 
O navegador John “Gassy” Deighton construiu o primeiro pub no local e logo nasceu o povoado de Gastown, uma mistura de edificações vitorianas, lojas, pubs e muita história. 
Em Gastown você encontra várias lojinhas de presentes, cafés e cervejarias.
Aqui você encontra também o famoso steam clock (relógio a vapor) na esquina da Cambie com a Water Street. O relógio apita a cada 15 minutos e é uma atração bem popular na cidade. 
Um passeio por Gastown faz parte de qualquer roteiro turístico em Vancouver.

Gastown


Relógio a Vapor em Gastown


Water Street - onde há várias escolas de inglês em Gastown


Gastown - esquina do Relógio a Vapor




Nenhum comentário:

Postar um comentário