menu

RIO DE JANEIRO - ROCK IN RIO - setembro 2017

Com certeza todo mundo tem momentos em que sonha estar presente em um determinado lugar, para mim, um desses momentos, sem dúvida, era o Rock in Rio. Comprei o ingresso no dia em que abriram as vendas no dia 6 de abril, incluindo o frete, paguei um total de 260 reais.

O maior festival do mundo teve sua primeira edição em 1985. Hoje em dia ele ocorre a cada dois anos, mas o organizador falou numa entrevista que talvez tenha sido o último realizado no Brasil, especialmente pela falta de segurança. Ele quer se dedicar às edições de Lisboa e Las Vegas. Este ano, já na sétima edição, o festival teve início no dia 15 e terminou no dia 24 de setembro, sempre das 14 até a madrugada, por volta das 3 horas, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, onde foram realizados os Jogos Olímpicos. O ingresso é comprado de acordo com o(s) dia(s) que você escolher. No meu caso, fui no dia 16 para assistir não só a atração principal Maroon 5, mas também, Skank, Fergie e Shawn Mendes que tocaram no Palco Mundo (o principal). Outros shows são realizados no Palco Sunset, menor, mas não menos animado.


Saí de Brasília no sábado (16/09/2017) bem cedinho, num voo com conexão em São Paulo, devido ao alto preço das passagens. Por isso, o quanto antes comprar a passagem pro Rio para época do evento, melhor.

Fui do aeroporto Santos Dumont para o hotel com o tio de uma amiga que viajou comigo, mas lembrem-se que é bem fácil se locomover na cidade maravilhosa. Ônibus, taxi, Uber, cabify e VLT são algumas das opções para quem está saindo do aeroporto. 

Fiquei hospedada no Leme, hotel Golden Tulip, bem perto da praia. Café da manhã maravilhoso e a oportunidade de uma vista incrível da cidade na piscina da cobertura do prédio. Almocei no Cafeína no Shopping Rio Sul e já voltei pro hotel para me arrumar para o show. Paguei 20 reais no Rio Card para podermos pegar o metrô e o BRT do Leme até a Cidade do Rock. Optamos por não chegar muito cedo pois aguentar todas as horas do festival é bem cansativo. Se o seu objetivo é assistir aos shows do Palco Mundo vale a pena guardar bastante energia pois eles só tiveram início às 19 horas. 

Se possível, chegue antes de escurecer e tire muitas fotos, afinal o lugar é lindo e todo mundo tem aquela foto clássica no letreiro da entrada. É permitida a entrada com alimentos, porém, há diversos pontos de venda de comida e bebida espalhados por todo o espaço. Muito útil levar uma canga ou toalha, pois no intervalo entre os shows todos se sentam no gramado sintético para dar uma descansada. Os banheiros são bons e, como em qualquer lugar, o feminino sempre tem uma fila quilométrica.

Não posso deixar de relatar que fiquei muito decepcionada com a falta de acessibilidade para o público com necessidades especiais. No site oficial estava bem claro que haveria apoio para os que precisam, porém, na prática, não funcionou bem assim. Eu mesma precisava de cadeira de rodas, pois tinha tirado o gesso do pé fraturado havia apenas dois dias e não consegui a cadeira de rodas que me prometeram. O transporte que levava o pessoal que tinha mobilidade reduzida se perdeu na Cidade do Rock, o motorista não sabia o caminho a ser percorrido, levamos horas pra chegar à área reservada. O local destinado a esse público era horrível, nem dava pra ver o palco, enfim, um desastre! Vi diversas pessoas que precisavam desse apoio decepcionadas por não terem recebido a devida ajuda que era oferecida no site.

Basicamente é isso, escolha as atrações que mais gosta e se tiver oportunidade, não deixem de ir. É uma organização de primeira (tirando a parte do público com necessidades especiais), uma experiência muito divertida, um público louco que canta, dança e grita muito, tudo na paz! A energia é contagiante demais! Na saída, o fluxo de pessoas é tão grande e todo mundo está tão cansado que parecem vários zumbis. Embora tenha mais de 100 mil pessoas em cada dia de festival, não vi nenhum tumulto ou brigas. Coloque um calçado confortável, recarregue as energias, beba água e aproveite muito!

Aproveite para ter mais um dia livre no RJ e ir à praia ou visitar alguuns dos lindos pontos turísticos da cidade.







Nenhum comentário:

Postar um comentário