menu

EUA - FLÓRIDA

O objetivo principal desta viagem foi fazer um cruzeiro pelo Caribe saindo de Fort Lauderdale - Flórida.

Para aproveitarmos mais as férias, resolvemos ir cinco dias antes do cruzeiro para passearmos por Miami, Fort Lauderdale, Key West e, como não poderia faltar, fazermos umas compras no Sawgrass.

Com antecedência de uns três meses fizemos as reservas do carro e das hospedagens. As passagens (Brasília/Campinas/Fort Lauderdale pela Azul - boa opção), compramos um pouco antes, junto com o cruzeiro. Estávamos em 6 pessoas e alugamos uma mini van na locadora Thrifty, pelo site da Rentalcars. É a segunda vez que utilizo esta locadora e gostei muito - bom preço, muito rápido para pegar e devolver o carro, e sem pegadinhas. Optamos por pagar aproximadamente US$ 11 por dia como taxa de pedágio. Na locadora informaram que a outra opção era pagar ao passar pelos próprios pedágios. Depois, percebemos que não existia esta possibilidade, pois os pedágios eram automáticos, não tinha ninguém para receber pagamento.

Para nos hospedarmos, optamos por alugar uma casa pelo Airbnb. Como éramos 6 pessoas, compensou, pois as diárias dos hotéis estavam mais altas. Escolhemos uma casa que fosse próxima do porto e do aeroporto de Fort Lauderdale. Bem próximo, também, havia um Walmart, uma Walgreens, o Shopping Sawgrass e a praia de Fort Lauderdale - mapa. A casa escolhida ficava num bairro simples, mas seguro, e o dono da casa foi muito solícito e receptivo. A casa é confortável e nos acomodou muito bem. No site do Airbnb tem os detalhes da casa.

Embora estivéssemos com a casa já paga por todo o período de cinco dias, optamos por pernoitar em Key West na viagem que fizemos pra lá nesse meio tempo. Levamos apenas o que usaríamos nos dois dias e aproveitamos melhor a cidade.



Chegamos no final do dia em Fort Lauderdale, pegamos o carro na locadora e fomos direto para a casa que alugamos. Descarregamos o carro e fomos para o Walmart (2500 W Broward Blvd). Ótima opção para abastecer a casa e comprar algumas coisinhas da nossa lista.


 
Casa e o carro que alugamos
 
Quintal da casa

No dia seguinte, o primeiro destino foi Fort Lauderdale Beach Park. Estacionamos o carro quase no final da praia em um estacionamento de frente para o mar (o preço não era absurdo, ficamos 2 horas). Como queríamos fazer muitas coisas, optamos por caminhar pelo lindo e longo calçadão ao invés de ficar na praia, apesar do dia ensolarado. 


 
Entrada do estacionamento















Saímos pela avenida da praia - S Fort Lauderdale Beach Blvd mapa e subimos, à esquerda, pela conhecida Rua Las Olas Blvd - rua dos restaurantes, galerias de arte e lojas, e fomos fazer um passeio de barco pelos canais - mapa. Basta colocar no GPS o endereço 440 North New River Drive East. Você pega uma autorização com o pessoal do barco e estaciona em frente ao local de onde sai o barco. O passeio é bem bonito, principalmente com um dia de sol. Confira os horários de saída do Carrie B Cruises - saímos às 13 horas. O tempo do passeio é de 1h30 e custa US$25 por pessoa - tivemos um abatimento por sermos muitos, saiu por US$ 23, não é barato, mas achamos que valeu a pena.

 
Nosso barco
 
Uma das casas mais antigas


 
Uma das maiores casas




 
Um dos maiores iates do mundo



Terminado o passeio, fomos almoçar em um local muito especial, imperdível, o The Cheesecake Factory - 600 East Las Olas Boulevard. Deixamos o carro estacionado no mesmo local onde pegamos o barco e fomos a pé - apenas uns 10 minutos. Comida e serviço excelentes e um preço compatível.  Se não quiser almoçar, vale a pena comer uma sobremesa ou apenas entrar pra conhecer a arquitetura do restaurante. Em seguida, fomos andar um pouco por Las Olas Boulevard.

 
Início de Las Olas Boulevard na Avenida da praia
 
Fachada do The Cheseecake Fatory
 
Interior do The Cheseecake Fatory
 
Praça em frente ao restaurante




 
Las Olas e The Cheesecake Factory na esquina
 
Las Olas

Já era mais de 4 horas da tarde e fomos visitar uma prima querida que mora em Weston  em um condomínio maravilhoso. Foi uma visita muito especial.






Chegamos em casa bem tarde e ainda fomos separar algumas coisas, pois no dia seguinte o destino era Key West.


Localizada a cerca de 300 km de Fort Lauderdale, é a cidade mais ao sul da Flórida - mapa.

Achei que o grande atrativo até Key West era a The Overseas Highway ou US 1, mas me enganei. A estrada é mesmo um atrativo, a cidade, porém, é mais atraente ainda.



Cruzamento onde inicia a US 1 em Key West

Início da HighWay US1

Inicialmente pensamos em fazer um bate volta (4 horas de carro no mínimo), pois estávamos com uma casa alugada em Fort Luderdale e teríamos que pagar hotel em Key West, mas achamos melhor dormir uma noite lá. Há muitos hotéis em Key West, mas o valor da diária, mesmo dos hoteis mais simples, é um pouco mais alto que em Fort Lauderdale. Depois de pesquisar muito, escolhemos o Motel Blue Marlin (desta vez não usei o Booking, reservei direto no site do hotel, que estava com preço melhor). Gostei muito. O quarto é grande e confortável, estacionamento gratuito, piscina boa (não deu tempo de usar), café da manhã simples (mas atendeu), preço um pouco mais baixo que muitos outros da cidade e boa localização.


 
Estacionamento do Motel Blue Marlin
 
Piscina do Motel Blue Marlin
 
Quarto do Motel Blue Marlin
 
Banheiro do Motel Blue Marlin

Saímos cedo de Fort Lauderdale e fomos curtindo a estrada. O visual começa a ficar bonito após passar a primeira ilha, Key Largo. São várias pequenas ilhas conectadas por muitas pontes sobre o mar, sendo a maior delas a Seven Mile Bridge - ponte de 11 km, depois de Marathon. Vários filmes foram rodados nesta ponte, entre eles True Lies.










No caminho fizemos uma parada de umas 2 horas no Bahia Honda Park, localizado logo depois de Marathon e antes da ponte Seven Mile. A entrada do parque fica à esquerda da rodovia. Pagamos US$10 para entrar com o carro com 6 pessoas. É um local muito agradável e bonito: tem uma pequena praia, mesas para piquenique (uma opção legal é levar no carro sanduíches e outras coisinhas para comer e beber), acesso a pé por uma pequena trilha ao início da ponte antiga (bonita para fotos), banheiros, água potável, área de camping e lanchonete. Entrando no parque tem um caminho à direita e outro à esquerda, conheça as duas opções.




 
Ponte velha vista da praia
 
Ponte nova vista da praia
 
Ponte nova
 
Vista da ponte velha
 
Vista da ponte velha
 
Vista da ponte velha
 
Praia localizada na entrada à esquerda do parque

Seguimos viagem até o hotel e fizemos o check in (permitido após às 15 horas). A parada no parque Bahia Honda foi motivada também pelo horário do check in do hotel (saímos às 9 de Fort Lauderdale - 4 horas de viagem até Key West e 2 horas no parque, ou seja, 15 horas estávamos no hotel) .

Saímos a pé pela principal rua da cidade a Duval Street, onde se concentram lojas e bares fantásticos (a rua começa muito próxima do nosso hotel) - mapa. Fizemos um lanche e fomos para Mallory Square (2,5 km do hotel). Uma linda praça com muitos atrativos (músicos, malabaristas e muito mais), mas o ponto alto da praça é o deslumbrante pôr do sol - Sunset Celebration - um dos mais bonitos que já vi, bem no Golfo do México.


 
Duval Street
 
Duval Street
 
Mallory Square
 
Mallory Square
 
Mallory Square
 
Sunset Celebration













Depois do pôr do sol andamos por todo calçadão que sai da praça beirando o mar e voltamos para o hotel pela Duval Street. Saímos para jantar em um restaurante italiano próximo do hotel, Abbondanza (pegamos um cartão no hotel e tivemos direito a sobremesa grátis), gostamos muito. Eu, minha esposa e minha filha voltamos ao hotel e o restante da turma ainda foi curtir a noite no famoso Sloppy Joe's Bar (localizado na Duval St.) e gostaram muito.



Calçadão próximo a Mallory Square

 
Calçadão próximo a Mallory Square
 
Calçadão próximo a Mallory Square  - Museu ao fundo
 
Museu de História e Arte

Museu de História e Arte


Joe's Bar


No dia seguinte saímos a pé do hotel e em poucos minutos chegamos ao Southernmost Point - marco que indica 90 milhas de Cuba. É o ponto mais ao sul dos EUA - mapa


 
Caminhando em direção ao Southrnmost Point
 
Caminhando em direção ao Southrnmost Point
 
Southrnmost Point
 
 Southrnmost Point
 
Base Naval - à direita de Southrnmost Point
 
Southrnmost Beach - à esquerda de Southrnmost Point

Voltamos ao hotel, fizemos o nosso check out (encerra 11 horas) e fomos de carro para o Fort Zachary Taylor (não é longe, mas foi melhor ir de carro). Pagamos US$9 para entrar (6 pessoas mais o carro). Gostamos muito de lá: praia, área de piquenique com sombra, lojinha, banheiro, lanchonete e o forte. Se tiver tempo, é um local bom para descansar, ler um livro, tomar sol ou curtir o visual apenas.












 
Forte
 
Forte
 
Forte

A fome apertou e fomos almoçar no Hard Rock na Duval Street, uma ótima escolha. Estacionamos (pagamento no parquímetro) em uma rua perpendicular bem próxima - Fleming Street (próximo ao Km 0 da US 1) . Entre o local que estacionamos o carro e o Hard Rock tinha uma Igreja - St. Paul's - igreja episcopal, como sempre, entramos para conhecer..








 
Hard Rock

Terminamos de almoçar e, infelizmente, era hora de voltar. Felizmente, era um retorno para curtir novamente o visual da estrada. 

Deixamos de conhecer alguns locais que eu havia selecionado previamente (Museu Ernest Hemingway,  Hary Truman Little White House, Basílica Saint Mary Star of the Sea, AquárioSmathers Beach e outros), mas isto é bom, pois temos motivos para voltar a este lugar encantador.


Nosso quarto dia na Flórida foi reservado para compras. Todos estavam ansiosos por este dia, confesso que eu não, mas não deixei de fazer minhas compras também. Foi a terceira vez que fomos a este shopping. Chegamos logo que abriu, às 10 horas (domingo abre às 11), e saímos quando fechou, às 21h30 (domingo fecha às 20h). Algumas dicas que nos ajudaram:
    • comprar o livro de descontos que é vendido por $10 nos quiosques de informação - podem solicitar o passaporte;
    • pegar o mapa do shopping nos mesmos quiosques;
    • combinar horários para encontrar com seu grupo, pois o shopping é grande demais e cada um tem interesses diferentes;
    • no shopping tem wi-fi, o que pode ajudar bem na comunicação, mas atenção, muitas vezes não funciona;
    • muitas lojas têm descontos melhores que o livro de descontos ou mesmo das etiquetas, basta entrar no site da loja antes de ir para o caixa pagar - pergunte aos vendedores;
    • temos o costume de almoçar no Rainforest e é muito bom - outra boa opção é o The Cheesecake Factory, além, é claro, da praça de alimentação para os que não querem perder muito tempo;
    • levar uma mala para cada um, é muito mais fácil de carregar as compras;
    • não deixar sacolas no carro, apesar de estar nos EUA, roubos acontecem;
    • mesmo com o dólar em torno de R$ 3,40 (janeiro 2017) a grande maioria dos produtos custa de 30 a 50% mais barato que os similares no Brasil;
    • fazer uma seleção prévia das lojas nas quais quer ir, pois não é possível ir a todas;
    • começar suas compras por uma loja de departamento multimarcas, pois muita coisa lá é mais barato que nas lojas oficiais - nós começamos pela Century 21 (ao lado do Starbucks e do Rainforest) - ótima opção de compra.

Estávamos um pouco cansados do dia anterior, mas seguimos para Miami. Apesar da distância (uns 50 Km), fomos rápido.

Seguimos direto para Miami Beach passando pela Ocean Drive. Não foi uma tarefa fácil encontrar estacionamento. Se fosse estacionar o dia todo, os estacionamentos cobertos têm um preço melhor, mas para estacionar por poucas horas, na rua é uma boa opção, embora não seja baratinho ($3,50 por hora no parquímetro).

Estacionamos na 15 Street, próximo a Ocean Drive e seguimos caminhando direto pela praia, com os pés na areia. Saímos mais ou menos na altura da 7 ou 8 Street, trecho onde está o Lummus Park.












Mais um pouquinho de compras, só que agora na Best Buy. Retornamos em direção ao carro e, um pouco antes, paramos para almoçar no Madero, na Ocean Drive (muito bom, já conhecíamos do Brasil). Fizemos todo este trecho a pé - mapa.

Já fomos à Florida algumas vezes, mas acabamos sempre só passando algumas horas em Miami. Gostaria de ficar pelo menos uns 3 ou 4 dias para conhecer melhor. Eu havia selecionado mais alguns locais para conhecer, mas deixamos de ir porque verificamos no Google Maps e Waze que o trânsito estava pesado demais para todos os pontos que queríamos ir: Haulover Beach Park (em um pequeno pedaço da praia é permitido o nudismo), Wynwood Arts DistrictAmerican Airlines ArenaBayside Marketplacepasseio de barco por Biscayne BayVizcaya Museum and Gardens

Voltamos um pouco mais cedo para Fort Lauderdale, pois precisávamos arrumar as malas para o nosso cruzeiro que iria se iniciar no dia seguinte. Para saber como foi, confira no post EUA - Cruzeiro no Caribe.


Nenhum comentário:

Postar um comentário