menu

CATETINHO

O Catetinho, também conhecido como Palácio de Tábuas, foi projetado por Oscar Niemeyer em 1956 e construído em 10 dias para ser a residência presidencial provisória. A estrutura é toda em madeira, semelhante aos alojamentos das obras. Preserva a ambientação e objetos originais da época do Presidente Juscelino Kubitschek. Foi a primeira edificação tombada como patrimônio histórico nacional no Distrito Federal, em 21 de julho de 1959. O nome se refere ao Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, sede da Presidência entre 1897 a 1960. O Museu do Catetinho foi restaurado em 2012. 

Clique na foto (apenas um clique) para ampliar e use a seta (no teclado) para passar as fotos. Para voltar a esta página clique no X ou na tecla ESC.

 
Chegando no Museu do Catetinho
 
Edificação principal
 
Parte de trás da edificação e frente da parte de serviços
 
Fachada do Museu do  Catetinho
Consultando a Web encontrei um livro com o título "A Construção do Catetinhode Ahilton Guimarães. Vale a pena dar uma olhada para quem quiser conhecer mais esta história.


No Museu do Catetinho, além de JK, conhecemos outros personagens, tais como: Bernardo Sayão, Atahualpa Schmitz, Nonato Silva (Editor da Revista Brasília - da NOVACAP), José Donaldo Bittencourt (empresário no ramo de marcenaria, carpintaria e engenho de serra de madeira), Miguel Pereira da Cunha - Miguilim (bombeiro - encanador), Josué Ferreira da Silva (mecânico que trabalhou como motorista).

É um lugar muito agradável que reúne história e natureza. No primeiro pavimento da edificação principal estão os quartos, suítes, banheiros e sala de estar, além, é claro, o bar, que chamo aqui de cantinho da boemia, onde estão expostos o violão de JK e a cachaça popular daqueles tempos. Todos os cômodos estão com o mobiliário da época, objetos pessoais e roupas. No piso térreo estão as mesas do refeitório. 

 
Quarto
 
Quarto
 
Banheiro da Suíte
 
Sala de Estar
 
Cantinho da Cachaça
 
Refeitório
Na edificação anexa estão a cozinha, dispensa, depósito, lavanderia e quartos da criadagem (atualmente com quadros com a história de Brasília).

 
Cozinha

Lavanderia

 
Histórias do Catetinho
Do lado de fora tem uma estátua de JK e uma pequena trilha calçada que leva até o Olho d'água (nascente com água cristalina que encantou JK em sua primeira visita ao local). Nesta trilha nós contemplamos grandes árvores, entre elas o Jatobá; micos, borboletas coloridas, pássaros e até onça (para provar, tiramos até uma foto).

 
Estátua de JK
 
Trilha para o Olho d'água
 
Olho d'água
 
Olho d'água
 
Olho d'água
 
Olho d'água
 
Onça
 
Mico
O acesso ao Catetinho não é dos mais inteligentes, penso que construíram as rodovias, viadutos e retornos e só depois lembraram que tinham que fazer uma pista para entrar lá. Saindo de Brasília, na altura do viaduto do Gama, à esquerda, está o Catetinho, porém é necessário andar mais alguns quilômetros até o próximo viaduto, retornar e voltar tudo de novo até a entrada. O local é bem sinalizado. Consulte o mapa
 
Entrada do Museu do Catetinho
 
Estacionamento
Sugiro reservar 3 horas para fazer este passeio. São menos de 25 km da Rodoviária com um tempo médio de 30 a 40 minutos de deslocamento na ida e o mesmo na volta. Em menos de duas horas é possível visitar o local, curtir a natureza e descançar um pouco debaixo de uma das grandes árvores. Faça o passeio sem pressa. A visitação é gratuita. O museu abre de 9 às 17 horas. Telefone de contato 3338-8803. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário