menu

CAMPOS DO JORDÃO - julho de 2017

A viagem a Campos do Jordão foi a sequência dos dias de férias, que já descrevi na postagem do Parque do Itatiaia.

Partimos da nossa base em Pouso Alegre, aqui cabe um comentário sobre a estrada até Campos do Jordão para quem parte do Sul de Minas. No último trevo de acesso a Campos do Jordão há duas opções de estrada: a primeira é por um trecho de serra bem intenso. É o trecho que as placas, o GPS e o Waze indicam - costuma ser mais rápido e curto, porém, se não gostar de serra ou enjoar, opte pela segunda possibilidade, que é passar por Santo Antônio do Pinhal - foi a opção que fizemos. A serra é bem mais suave, no entanto, um pouco depois de Santo Antônio do Pinhal, esta estrada cai na SP 123 que pega o tráfego dos carros que chegam pela Dutra. Conclusão: trânsito intenso nos finais de semana, principalmente nos últimos 10 km. Foi o que aconteceu conosco - era domingo, meio-dia, e levamos cerca de 50 minutos para percorrer esses 10 km. Minha sugestão: se ninguém no carro tiver problemas com enjoo ou se for alta temporada, vá pela serra e evite o congestionamento.

Campos do Jordão já recebe muito bem seus turistas pelo belo Portal, logo na entrada, e opções de passeio não faltam na cidade e arredores. Fizemos uma programação de alguns locais para visitar - vou citar mais abaixo, porém, nos 3 dias e duas noites que passamos ali não conseguimos manter o programado porque encontramos uns amigos e resolvemos curtir mais a companhia que os passeios.







Chegamos na hora do almoço e como o check-in na pousada ainda não estava liberado fomos almoçar no Restaurante Baden Baden, localizado na região central da cidade - Capivari. Impressões: é um restaurante tradicional que vale a pena conhecer e, no mínimo, tomar uma cerveja Baden Baden (pegamos uma promoção: tomando 4 cervejas ganhava uma taça). Estávamos em um grupo grande, mas, por sorte, conseguimos uma mesa no terceiro andar. O serviço, no entanto, deixou a desejar. O restaurante estava cheio, mas pra mim não é desculpa, pois é rotina por lá. O atendimento foi ruim e demorou demais para a comida ser servida, ainda bem que não estávamos com pressa. A comida típica ali é a alemã, que não decepcionou quem a pediu. Já o filé mignon que eu pedi estava frio e muito inferior ao de outros restaurantes mais simples, além do preço não ser baixo. Conclusão: tome uma cerveja e coma comida alemã sem pressa para ir embora.


 
Rua central onde circulam apenas pedestres e onde está o Baden Baden
 
Baden Baden

Nos finais de semana de julho, com a cidade lotada de turistas, encontrar uma vaga de estacionamento não é muito fácil, mas com paciência acaba aparecendo. Existem estacionamentos particulares em alguns terrenos - o preço varia conforme o dia, no domingo era R$ 20,00 sem limite de horário e na terça-feira era R$ 10,00. Na rua era Zona Azul.

Saímos do Restaurante Baden Baden já no final do dia, demos uma voltinha a pé pelo centro, Capivari, e como não poderia ser diferente passamos na Igreja de São Benedito, localizada na praça de mesmo nome, para conhecer e agradecer. 


 
Capivari
 
Capivari
 
Capivari - Igreja de São Benedito
 
Capivari - Igreja de São Benedito

Em seguida fomos para a pousada, reservada no Booking, a Pousada Moderna. A avaliação que faço é: nota 10. Preço compatível pelo que oferece a pousada, a cidade e por ser alta temporada; tudo muito novo e limpo; quarto amplo (conheci a Suíte Premium com banheira de hidromassagem, muito bacana); aquecedor, cama confortável; banheiro excelente, com ótima ducha e aquecimento; café da manhã bem variado e muito bom; estacionamento amplo; Wi-Fi; recepção com sala de espera confortável com lareira; sala com vídeo games e aparelhos de ginástica; recepcionistas e gerente extremamente educados e atenciosos, e localização muito boa - menos de 2 km da região central. Faço apenas duas ressalvas, embora não tenha feito qualquer diferença para nós: a Pousada não tem restaurante, mas é possível utilizar o serviço delivery de algum restaurante da cidade. Nesse caso, os recepcionistas providenciam pratos e talheres. Outro ponto é que a Pousada não tem área verde, nem piscina ou parquinho infantil, ou seja, não é uma pousada para passar o dia curtindo o local.


 
Rua da Pousada
 
Pousada Moderna
 
Salão do Café da Manhã
 
Suíte




 
Suíte com hidro
 
Estacionamento

Campos do Jordão tem muitas opções de restaurantes e acredito que muitos sejam bons, portanto, vou indicar apenas um, não que ele seja maravilhoso, mas por ficar em um local bonito e ser bem barato, comparado com os demais - é o Restaurante do Satélite Esporte Clube. Caso esteja fazendo passeios no Alto da Boa Vista (Mosteiro de São João, Palácio do Governo -  Palácio Boa Vista - ou no Museu Felícia Leirner) pode compensar almoçar lá - mapa.






A programação era visitar os três atrativos do Alto da Boa Vista no domingo, mas não deu tempo. O Palácio fica aberto somente de quarta a domingo e o Museu Felícia fecha na segunda. Como fomos embora na terça-feira cedo não tivemos tempo de voltar. Assim, no domingo, visitamos apenas o Mosteiro, mas não pudemos esperar para ouvirmos o canto gregoriano que é sempre às 17h45.



 
Alto da Boa Vista
 
Palácio Boa Vista
 
Palácio Boa Vista
 
Mosteiro de São João
 
Mosteiro de São João
 
Mosteiro de São João

Na segunda-feira fomos visitar o Parque Tarundu, uma área privada (antigo haras onde tem 30 atividades e atrações para crianças e jovens: passeios a cavalo, brinquedoteca, pista de patinação no gelo, tirolesas, orbit ball, paint ball, mini kart, trilhas e muitos outros; além de restaurante e muita área verde. Para entrar pode-se comprar um passaporte para todas as atividades (R$180 na promoção) ou pagar uma taxa para entrar (R$12) e pagar separadamente por cada uma das atividades que desejar usufruir (preços diversos e altos, a tirolesa custa 90 reais). O Parque funciona todos os dias do ano de 10 às 17h30. É possível também hospedar-se numa pousada dentro do próprio Parque. O local é bonito e organizado, mas muito caro. O valor do quilo da comida no restaurante é de R$ 92,00, buffet bem variado. Como tudo lá dentro é pago, acho que não deveria ser cobrado ingresso para entrar.


 
Patinação no gelo
 
Mesas do bar
 
Restaurante
 
Tirolesa - Orbit Ball - Descida na Bóia
 
Arborismo
 
Espaço para os cavalos

No mesmo caminho do Parque Tarundu, um pouco à frente, tem o Amantikir - conhecido como os jardins que falam. No nosso último dia em Campos do Jordão fomos até lá, porém a névoa estava muito intensa, muito diferente do dia anterior no Parque Tarundu, e achamos que não compensaria entrar, pois não seria possível apreciar o local, cujo ingresso custa inteira R$ 40,00 e meia R$ 20,00.


 
Amantikir - Lojinha da entrada
 
Amantikir - estacionamente em frente a lojinha

No nosso  planejamento selecionamos os seguintes locais para visitar: Mosteiro de São João, Palácio Boa Vista, Museu Felícia Leiner, Fábrica da Cervejaria Baden Baden (é necessário reservar), Parque Amantikir, Parque Tarundu, Horto Florestal, Belvedere Vista Chinesa, Mirante do Lajeado, Igreja Matriz de Santa Terezinha e a de São Benedito, Teleférico - lago e lojinhas. Da lista visitamos apenas o Mosteiro,a Igreja de São Benedito e o Parque Tarundu. O bom de tudo é que temos que voltar e o ruim é que não tive muito o que contar - mapa. Já estivemos várias vezes em Campos do Jordão, mas queríamos atualizar as informações para colocar aqui. Fica pra próxima!




Nenhum comentário:

Postar um comentário