menu

PORTUGAL - FEVEREIRO DE 2020

Novamente Portugal, pela sexta vez, mas quase tudo foi novidade. Primeiro, fizemos um roteiro pelas cidades ainda inéditas para nós: Braga, Guimarães, Viana do Castelo, Barcelos, Aveiro, Covilhã, Serra da Estrela, Leiria e Batalha e Évora. Repetimos apenas Leiria e Fátima. Em Lisboa ficamos dois dias na chegada a Portugal e 4 ao final do percurso. Apesar de todas as idas a Portugal começarem e terminarem por Lisboa, desta vez os passeios por lá também foram inéditos. Por mais que você vá para Lisboa sempre haverá lugares  para conhecer.

Próxima publicação Évora.



Como sempre faço, inicio registrando algumas informações e dicas de locação de veículos, hotéis etc.


  • Locação de veículos

Usei o portal da locadora de veículos Rentalcars , e o carro escolhido foi da SIXT. 

Sempre fico na dúvida se devo ou não fazer o seguro da franquia. E, fazendo, se escolho o seguro da própria locadora ou do Portal de locadoras, no nosso caso a Rentalcars, mas poderia ser do Booking, da Rentcars, da Arguscarhire ou qualquer outro. O valor tanto da franquia quanto de seu seguro costuma ser alto. Fiz a opção pelo seguro da própria Rentalcars, que é caro, mas bem mais em conta do que se contratasse diretamente na locadora, no caso, a SIXT. A diferença não é apenas o valor. Contratar pelo portal tem uma desvantagem: em caso de sinistro, você tem que pagar à locadora primeiro e, depois, solicitar reembolso. Já quando contrata direto pela locadora, embora mais caro, tudo é resolvido por ela. Outra opção é simplesmente não fazer este seguro.

Em Portugal, boa parte dos carros é manual, porém, na hora de pegar o carro, resolvi fazer um upgrade e peguei um automático com motor a diesel. Compensou muito, pois quase a metade do que paguei a mais por ele, economizei no combustível. O diesel é pouca coisa mais barato que a gasolina, no entanto, os carros a diesel são bem mais econômicos, ainda mais que rodamos 2.000 Km.

Outra questão importante: não deixe de ativar o serviço de pedágio automático na locadora.

Por fim, só compensa alugar carro se for viajar, não alugue se for ficar somente em Lisboa, é só problema, trânsito e estacionamento, principalmente. Além do que é muito bom andar a pé por Lisboa, ou de metrô, ônibus e elétrico ou usar os transportes dos aplicativos UBER e BOLT, além de dois outros menos usados.


  • Hotéis

Vou relacionar os hotéis nos quais nos hospedamos em cada cidade, com um pequeno comentário. Nossas reservas foram para 3 pessoas no mesmo quarto, menos em Lisboa, que foi para casal. Fizemos as reservas pelo Booking, exceto o de Braga que foi direto no site da Rede Accor. Nosso critério para escolher hotel é que tenha uma boa relação custo/benefício: conforto razoável, limpo, localizado em região segura e com fácil acesso a transporte público (se não estiver de carro) ou estacionamento (se estiver de carro). Como utilizamos o hotel praticamente para dormir e tomar banho, não precisa ter área de lazer, por exemplo.

IBIS Braga Centro: localizado em Braga foi nossa base para conhecer Guimarães, Barcelos, Viana do Castelo e Braga, logicamente. Tem um bom custo/benefício: está localizado na parte histórica, tem um grande estacionamento subterrâneo ao lado, com desconto para o IBIS (6 euros por 24 horas). Quarto confortável, apenas a ducha poderia ser mais forte, limpo e com um café da manhã bom. O preço foi compatível, ficaria novamente lá.

Hotel das Salinas: localizado em Aveiro. Talvez tenha sido o hotel mais charmoso desta viagem. Ótimo atendimento, bom café da manhã, uma pequena cozinha no quarto, bem decorado e tudo de qualidade, porém, achamos o colchão muito duro. Bem localizado, com apenas três vagas de estacionamento gratuito em frente ao hotel, onde deixamos o carro até o último dia. Foi a diária mais cara de toda a viagem. Não sei se a cidade tem um custo mais elevado de hotéis ou se este hotel está acima da média. Em outra oportunidade pesquisaria um pouco mais.

Santa Eufemia: nos hospedamos neste hotel para conhecer Covilhã e a Serra da Estrela. Apesar de ter nos atendido bem, é um hotel antigo, nada charmoso. Tem nove andares e apenas um elevador bem lento, o que provoca demora quando o hotel está cheio. O quarto e o banheiro são bem amplos, com bonita vista, e cama confortável. O café da manhã poderia ser um pouco melhor, mas atendeu bem. O estacionamento na frente é pequeno, porém, gratuito. A localização é boa, mas distante para ir a pé ao centro histórico (em torno de 3 Km morro acima). Funcionários, principalmente da recepção, muito atenciosos. Achei o preço compatível.  Em uma próxima oportunidade pesquisarei um pouco mais, mas é provável que acabasse ficando lá mesmo.

D. Dinis: localizado em Leiria. Foi a segunda vez que nos hospedamos neste hotel, onde passamos apenas uma noite, e usamos como base para conhecer Batalha, revisitar Fátima e também dar uma pequena volta pela cidade que já conhecíamos. Foi o melhor custo/benefício desta viagem. O hotel foi reformado recentemente e tem ótimos quarto e banheiro. Bem central e com amplo estacionamento gratuito. O café da manhã não surpreendeu, mas foi compatível com os demais. Voltaria com certeza.

Évora: como o nome mesmo diz está em Évora. Foi o maior dos hoteis desta viagem e com certeza o que tinha melhor estrutura. Preço compatível. Apesar de contar com piscinas coberta e ao ar livre, spa e uma grande academia, não utilizamos nada disso. Ao reservar, até pensamos que iríamos usufruir desse conforto, mas gostamos tanto da cidade que não sobrou tempo. Quarto e banheiro confortáveis, bom café da manhã. Amplo estacionamento. Fica um pouco distante do centro histórico - 3 Km, para onde íamos de carro, que ficava estacionado em uma das entradas do centro histórico, gratuitamente. Em uma próxima visita devo procurar um hotel menor, mais próximo do centro e com um custo mais baixo, apesar de ter achado o hotel muito bom. Recomendo.

Holliday Inn Express - Plaza Saldanha: este hotel sem dúvida foi um achado em Lisboa. Bem localizado, ótimo custo/benefício. Tudo novo, bem decorado e muito confortável. O café da manhã foi o melhor da viagem. Bom atendimento. Estacionamento pago, mas não utilizamos, pois devolvemos o carro ao voltar para Lisboa. Voltarei sem dúvida. Aqui a hospedagem foi apenas para mim e minha esposa.


  • Restaurantes

Nos links das cidades que visitamos você encontra algumas sugestões de restaurantes onde comemos.

Nos restaurantes de Portugal é muito comum, colocarem o couvert na mesa, mesmo antes de você pedir. Algumas vezes é apenas um pão e azeitonas, que custam barato, mas as vezes são mais caros que o próprio prato que você escolheu.


  • Roupas

Não leve muita bagagem. Precisando lavar algumas roupas, utilize as lavanderias que têm máquinas self service de lavar e secar. Em menos de 1 hora está tudo resolvido e a baixo custo.


  • Seguro Viagem

Todas viagens que fazemos contratamos um seguro viagem. Não posso dizer que funciona bem ou mal, pois nunca usamos - melhor assim! Contrato sempre na Real seguros - que tem ótimo atendimento e bom preço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário